09/09/2007

des-peço-te!

Meu querido,

Escrevo esta carta numa tentativa de me despedir de você, mais uma vez... estamos juntos há muito tempo, você acompanhou bem de perto vários momentos diferentes na minha história... me viu crescer e sempre esteve à mão nas circunstâncias mais difíceis e nas mais felizes também.
Através de você, conheci muita gente interessante... sua simples presença abria caminhos para assuntos variados.
Nos separamos algumas vezes e sempre era "pra sempre", mas então... você voltava pra perto, como se nada quisesse, me prometendo momentos de raro prazer. E eu sempre fantasiava não depender de você.
Era ótimo ter você por perto depois das refeições... vc deixava qualquer degustação completa, mesmo quando a comida não era lá grande coisa.
Desculpe-me por não tê-lo deixado entrar no meu quarto... somente em outros quartos nossa intimidade esteve assegurada.
Mas, temos que admitir que nem tudo é eterno. Você tem me deixado sem fôlego e seu aroma não mais me seduz como antes. O gosto que vc me deixa na boca me incomoda... tua presença me impregna!
Não sou mais aquela mocinha inocente que você conquistou. A idade trouxe a maturidade e a vontade de viver por mais tempo. É chegada a hora de nos despedirmos eternamente! Cá dentro, você deixou marcas irreparáveis talvez. Não mais te procurarei e farei de conta que não te vejo, mesmo quando sentir imensamente a sua falta!!!
Adeus Free maço! Adeus Free Box!

Um comentário:

Adina disse...

Que vá prá bem longe... "vá, vá e seja feliz... se puder"
Minha querida desejo sucesso na impreitada que vou seguir logo a seguir.
Gostei, vc poderia tirar a última frase, que ficaria mais legal...

Bjs

Ádina