10/12/2007

alterar-ação

Parte de mim é folha
Que do ar vem caindo,
Pela árvore largada.

Parte de mim é menino
Sentindo-se inteiro, feliz,
Fitando-se no olhar amado.

Parte de mim são flores,
Vermelhas e primaveris,
Celebradas por colibris.

Parte de mim é o homem,
Um forte pai protetor,
Cuidando de seus rebentos.

Parte de mim é o rapaz,
Em recatos e recantos
Em algum canto do jardim.

Parte de mim é o branco
Papel, poema em espera,
Um perfume de alecrim.

Parte de mim nem sabe,
de tantas partes vou feito,
o que mesmo sou, direito.

Eu só sei, Senhora, que,
De um ou de outro jeito,
Só seu, por inteiro, sou.
(Por: Gregor Mencken)




TUDO que no contato, mexe com tato,
Remexe a letra, contorce a rima,
Reverte a ampulheta:

Parte de mim é folha
de tantas partes vou feito,
em algum canto do jardim.

Parte de mim é o branco,
de um ou de outro jeito,
papel, poema em espera.

Parte de mim é menino,
que do ar vem caindo
Em recatos e recantos.


Parte de mim nem sabe,
um perfume de alecrim
cuidando de seus rebentos.

Parte de mim são flores
pela árvore largada,
parte de mim é o homem


Só seu, por inteiro, sou
o que mesmo sou, direito
Fitando-se no olhar amado

(por: Elaine)

2 comentários:

CresceNet disse...

Gostei muito desse post e seu blog é muito interessante, vou passar por aqui sempre =) Depois dá uma passada lá no meu site, que é sobre o CresceNet, espero que goste. O endereço dele é http://www.provedorcrescenet.com . Um abraço.

Bi disse...

oi